TESTEMUNHOS

Marta Franco, 29 anos, Marco de Canaveses, Comunicação e Multimédia

“O Coaching e o seu conceito, para mim, já não eram novidade, porque já tinha ouvido falar em vários meios de comunicação social da sua existência e expansão, mas nunca tinha aprofundado muito o assunto e área em si, não por falta de interesse, mas por considerar que não teria necessidade de ter contacto com essa realidade. Muito sinceramente, na minha cabeça tinha uma ideia pré-definida de que o Coaching equivalia a ter várias sessões de psicologia disfarçadas, ou melhor… Que o Coaching era uma nova moda que incluía a psicologia disfarçada cheia de novos fundamentalismos do otimismo. Claro que não tenho nada contra a psicologia, muito pelo contrário, já precisei de recorrer muito a ela para me trazer de volta a esta selva que é o mundo e à nossa sociedade, cheia de força e energia. Já para não falar de que o preconceito é uma palavra que não cabe no meu dicionário.

Eis que, finalmente e, felizmente essa minha teoria foi deitada por terra, e ultimamente, sem achar que precisasse muito, atirei-me de cabeça, encorajada pela Rosarinho a experimentar.

Quis experimentar sobretudo, porque achava que, para além de não ter nada a perder, ainda podia resolver ou tentar resolver algumas questões relacionadas com a minha carreira e o meu caminho profissional. Foi nesta altura, então, que tomei mais contacto com o Coaching e os seus efeitos e posso dizer que me surpreendeu verdadeiramente pela positiva.

Quando comecei a primeira sessão de Coaching, fiquei a perceber logo nesse dia de que a minha vida estava um pequeno, grande caos. A primeira impressão com que fiquei foi de que tenho estado grande parte da minha vida a brincar ao toca e foge com os meus problemas. O que eu achava que era mais um pormenor na minha vida, veio a tornar-se num “pormaior”! E a questão é que enquanto eu ia aprofundando a minha roda da vida, os “pormaiores” íam aumentando significativamente. Dei conta, com o decorrer das sessões, que eu tinha plena consciência que os meus problemas existiam só que eu andava a fugir deles e a contorná-los.

Não é que não tivesse força para os enfrentar, mas sentia um comodismo prazeroso de cada vez que pensava neles e, por isso, deixava-me ficar.

Tendo em conta que pensava que só ía resolver um “vaziozinho” a nível profissional cujo o qual não estava a desmistificar, deparei-me com uma panóplia de questões por resolver, também, a nível pessoal. Durante este tempo que fui acompanhada, a área da minha vida que estava mais despedaçada era a família e, antes, não tinha qualquer perceção disso…Quer dizer… Eu tinha, porque pensava no problema, mas não sentia que me afetava, mas o pior é que me afetava mesmo e diretamente.

Esta experiência, ensinou-me, sobretudo, que não posso estar à espera que as coisas se resolvam por milagre, sem eu interferir, nem posso estar à espera que as coisas caiam do céu, senão fizer nada por isso. Eu aprendi que acima de tudo, tenho que tomar controlo sobre a minha vida em todas as áreas e que sou eu que tenho que correr atrás dos meus objetivos. Objetivos que estão traçados e que eu quero muito alcançar.

O Coaching acordou-me da minha dormência e deu nomes aos meus estados de espírito. Graças a estas sessões, eu sei que o que mais preciso para me sentir feliz é sentir paz comigo mesma e liberta das minhas barreiras e das dos outros. O desenvolvimento pessoal é contínuo e vai sempre ter lugar na minha vida, porque o que eu mais desejo é quebrar barreiras na minha cabeça para me sentir bem comigo e com os outros. Estas barreiras estão tão escondidas que é preciso “cavar” profundamente para as reconhecer, mas elas estão lá. Mas hoje e já depois das sessões, estou a dar passos precisos para alcançar os objetivos que tracei na experiência. As mudanças já se fazem sentir, é verdade! Estou mais magra, o que é óptimo para a minha saúde e autoconfiança; já percebi que as questões familiares, não estão ao meu alcance e já surpreendentemente, descobri uma área profissional que me desperta ambição e sonhos, mas também vontade de aprender mais. Estou a preencher o meu “vaziozinho”. Tão bom! Estou a trabalhar para eliminar os meus pensamentos negativos e descartar revoltas que só pesam e não me auguram nada de bom. Não preciso delas, além disso, aprendi que antes de elas existirem nós precisamos de tomar decisões quase perfeitas que nos mudam a vida.

Afinal o coaching é bem mais eficaz do que eu pensava e assumo que nos dá, realmente as ferramentas para nós darmos um sentido à nossa vida. Ninguém está lá para nos dizer o que fazer! Claro que não, pois somos nós que temos que usar as ferramentas para descobrir o nosso caminho. A nossa vida só depende de nós e ninguém pode decidir por nós. Só nós traçamos o caminho. Estou muito grata à Rosarinho por me proporcionar esta experiência maravilhosa e milagrosa. Recomendo e recomendarei a qualquer pessoa recorrer ao Coaching para construir o seu sucesso.”

Berta Azevedo, 46 anos, Marco de Canaveses, Assistente Operacional

“Antes das sessões com a minha coach Rosarinho, eu era mais insegura, sem objetivos, não tinha consciência dos reais valores da minha vida. Valorizava-me muito pouco. Agora sinto-me mais preenchida, mais determinada, com objetivos para realizar. Acredito mais em mim, gosto muito mais de mim, valorizo o que é bom para mim.

A minha nova agenda “O melhor da vida começa agora” é um reflexo de tudo o que aprendi e do que vai acontecer na minha vida.

GRATA POR VIVER e por ter alguém que contribuiu para me orientar no meu caminho – à minha Coach Rosarinho.”

Sandra Vieira, 41 anos, Marco de Canaveses, Cabeleireira

“As sessões de coaching, vieram modificar muitas situações na minha vida. Descobri que as prioridades que eu tinha, afinal não eram tão importantes como eu julgava. Aprendi a concentrar-me mais num único objectivo e a focar mais as minhas acções nesse objectivo.

Foi planeado uma organização de tempo e gestão, que veio a dar-me mais tempo para as minhas ideias, objectivos e hobbies.

Aprendi a ver as pessoas e as coisas de maneira diferente.

O mais importante: encontrei-me! E hoje vejo-me de maneira diferente, para melhor, o que sou, o que quero e o quanto me subestimava, porque todos somos especiais, só temos que nos encontrar.

Muito, muito obrigada coach Rosarinho!”

Dina Oliveira, 44 anos, Marco de Canaveses, Artesã

“As sessões de coaching que tive com a Rosarinho, foram ótimas! Consegui clarificar algumas ideias que tinha, organizar melhor o meu tempo, valorizar aspetos que me pareciam menos importantes, ver com outros olhos certas situações.

Aprendi a relacionar-me melhor com o próximo, a controlar as minhas emoções. Concluindo o meu desenvolvimento pessoal cresceu muito e por isso estou muito grata à Rosarinho… Obrigada por tudo!”

Anónimo

“O quanto foi importante para mim as sessões de coaching: gostei muito, pois ajudou-me a ver a força que tinha dentro de mim e não a usava na hora certa. Tinha medo de decidir certas coisas e situações. Por isso o coaching ajudou-me a decidir a direção do caminho que queria seguir, acreditar que é possível o que quero se lutar por isso.

Outro ponto importante que aprendi foi “deitar ao lixo” tudo o que não presta, o que me permitiu ficar mais leve e mais feliz!

Resumindo, encontrei pontos mais positivos em mim, valorizo-me mais e respeito mais o mundo dos outros. Ajudou-me muito na minha vida pessoal e profissional.”

Joana Ferreira, 25 anos, Vila Nova de Gaia, Bancária

“Há determinadas alturas na nossa vida em que toda a gente tem uma opinião sobre o que devemos fazer para sermos felizes. E foi numa dessas alturas que a AllCan apareceu na minha vida, no momento em que toda a gente me dizia (como se fosse fácil), que o que eu precisava de fazer para me sentir bem era gostar de mim. No início, sou sincera, fiquei um bocado reticente, pensei “como é que alguém que não eu, vai conseguir ajudar-me a atingir um patamar que eu não consigo sozinha?”.

Mas é isso mesmo que uma coach consegue fazer. Ajudar-nos a atingir um estado em que conseguimos ser felizes, gostar de nós, ser fortes, ter confiança. Aprender a apreciar as coisas pequeninas (e tão grandes) da vida como o pôr do sol, as flores na Primavera. Começar a estar presente em cada momento da nossa vida como se fosse único, sem que as coisas que nos toldam nos impeçam de os apreciar. Pensar e agir como: eu quero, eu posso, eu mando. E, acima de tudo, (e por muito cliché que a frase possa parecer) perceber que a pessoa mais importante da minha vida sou eu!

À Rosarinho, não posso deixar de agradecer, por tornar tudo mais claro, por me ajudar a passar coisas que eu sozinha achei que não ia aguentar e acima de tudo por me ajudar a encontrar o caminho para ser feliz.”

Eliana Pinto, 35 anos, Maia, Engenharia e Gestão Industrial

“Fazer consultoria de imagem com a Rosarinho foi uma experiência excelente, que recomendo totalmente.

Ela adequa o conhecimento que tem ao nosso estilo pessoal e aprendi pormenores que fazem toda a diferença na hora de me arranjar. Sinto-me muito mais confiante na forma como me visto e nas compras que faço.

Percebi quais as cores que me ficam melhor, o tipo de roupa que me favorece, como fazer boas compras, como valorizar e organizar o meu guarda-roupa, comecei a dar uso a peças que não estava a usar e a sentir-me muito bem com o que visto.

No final, o resultado foi muito gratificante, algo que me parecia complexo tornou-se fácil e simples. Aprendi muito e agora percebo que poupo muito (tempo e dinheiro).”